terça-feira, 21 de abril de 2015

Quando o Amor Vai embora * Antonio Cabral Filho - Rj



QUANDO O AMOR VAI EMBORA

1
"Quando o amor vai embora", 
qualquer um fica perdido, 
bate cabeça sem rumo,
sofre sem razão de ser,
não vê sentido na vida,
e o desatino se instala
mal se crê predestinado.
2
Os raios de sol da aurora
que veem despertar as flores,
pôr a passarada em coro,
tirar colibris dos ninhos,
e fazer o louva-deus
sorver orvalho nas folhas
viram coisas sem sentidos
"Quando o amor vai embora".
3
"Quando o amor vai embora", 
qualquer valente fraqueja,
os machões cantam de franga,
românticos lacrimejam,
os sonhadores se prostram,
os submissos definham
e os amantes almejados
erguem taças de champagne!
4
As pistas de dança lotam,
mesas guardam confidências,
salões veneram segredos
sob as sedas do silêncio,
corações se tornam vias
dos sonhos mais desejados
que transitem sem prever
"Quando o amor vai embora". 
***

Nenhum comentário:

Postar um comentário